O lugar exato das palavras no mundo

A verdadeira função de quem escreve.

Toda vez que termino um texto ou uma crônica faço aquela revisão básica que todo escritor faz — pelo menos deveria fazer — e começo a me perguntar sobre o lugar exato das palavras. Não que eu queira mudar a palavra em si, mas talvez o lugar dela dentro da ordem escolhida inicialmente, às vezes a mudança é tão boa que parece que aquela palavra nasceu para estar naquele lugar, naquele parágrafo, naquela frase em particular.

Um dia quero escrever um livro ou uma teoria sobre o lugar exato das palavras no mundo. Não sei se alguém já disse isso em algum conto por aí — talvez um formador de frases perfeitas como Rubem Braga ou Nelson Rodrigues — mas todas as palavras do mundo já estão escritas e talvez o único trabalho do escritor seja alinhá-las todas juntas no lugar exato para dar o sentido exato das coisas.

Assim esvazia-se a função primária que acreditamos que o escritor tem; a de formar opinião ou elaborar um pensamento organizado sobre determinado tema. Passamos para meros organizadores do caos linguístico, pinçando letras e recolocando no lugar exato do universo.

Fiquei absurdamente maravilhado com o Austin Kleon que organizou um livro de poesias apenas grifando palavras nas páginas de um jornal, e após isso apenas transcreveu para a folha em branco, ou seja, a poesia pode estar até nas páginas policiais do boletim informativo, basta encontrar as palavras certas e organizá-las de maneira que faça sentido.

As mesmas palavras que noticiam um crime podem ser emprestadas para formar um poema de Fernando Pessoa.

Tenho cada vez mais certeza que quando descobrirmos o segredo dos gênios iremos apenas diagnosticar que eles não inventaram nada, apenas sistematizaram as ideias do mundo de forma coerente e colocaram as palavras no devido lugar delas.

Já dizia o velho sábio Salomão no livro de Eclesiastes: Nada há de novo debaixo do sol.

Paulo Sales ©


One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.